No Pequeno Sábio a preocupação em oferecer aulas de culinária vai muito além do manuseio com os alimentos. Respeitando cada faixa etária dos nossos alunos, abaixo seguem os itens que as aula de culinária possibilita:

– Trabalhar de forma multidisciplinar diversos conteúdos escolares
– Elevar a auto-estima do aluno (sentir-se útil ao preparar uma receita)
– Trabalhar em equipe (aprender e respeitar as regras de convívio)
– Aprender bons modos à mesa (mas nada substitui a família)
– Transmitir a aprendizagem de sala de aula para os familiares
– Aprender a experimentar

Hábitos de Higiene
– Ensinar e seguir algumas normas de segurança e higiene na preparação dos alimentos:
– Lavar sempre as mãos com água e sabão
– Se tiver cabelos compridos, prenda-os (touca)
– Utilizar avental

Leitura/Linguagem
– Leitura e interpretação das receitas
– Melhorar a capacidade da criança em ler
– Melhorar vocabulário
– Dependendo da turma, trabalhar com singular e plural, aumentativo e diminutivo, verbos, substantivos, adjetivos (regras gramaticais), etc.

Matemática
– Trabalhar conceitos matemáticos: adição, subtração, multiplicação e divisão
– Fração (pizza)
– Medidas (de massa, volume, capacidade, temperatura)
– Sequenciar (o que vem em 1o., 2o, 3o., etc.)
– Resolução de problemas
– Valor monetário

Ciências
– Origem dos alimentos (animal, vegetal e mineral)
– Estados físicos: gasoso, líquido e sólido
– Alterações dos alimentos durante o cozimento (ovo, legumes, etc.)
– Desenvolver os 5 sentidos: paladar, tato, audição, visão e olfato
– Observar processos de fermentação, fervura, etc.
– Trabalhar resíduos recicláveis e orgânicos
– Componentes dos alimentos industrializados (conservantes, acidulantes, corantes, etc.)
– Data de fabricação, validade.

História
– Origem da receita: associar o período em que a receita foi criada com fatos históricos da época.
– Como era a vida das pessoas que viviam naquele local (práticas, costumes, etc.)
– Estudos sobre imigração a partir de uma receita de origem estrangeira
– Diferenças nos hábitos alimentares entre culturas (países e estados)

Geografia
– Receitas típicas regionais (utilizar mapas e mostrar onde se localiza da cada país, estados, etc.)
– Geografia da região (tipo de solo, vegetação, hidrografia)

Coordenação Motora
– Proporcionar atividades como misturar, bater, picar, enrolar, abrir embalagens, etc. desenvolvem a coordenação motora.